Terça-feira, 1 de Novembro de 2005

marcas de ontem...

olhar o horizonte.jpg


A noite de ontem deixou-me marcas
Marcas profundas de dor e solidão
De amores , amizades e paixões
Perdidas que trouxeram recordações
Intensas de saudades
Guardadas carinhosamente dentro do
Meu coração !

Perdi-me na poeira da saudade,
Desfolhando livros guardados , envelhecidos
Encontrei páginas rasgadas e sublinhadas
Fotografias esquecidas como se representassem
Um beijo proibido e roubado.


Peguei num copo tentando afogar a tristeza
Em cada gole engolido sem prazer
E vasculhei em cada gaveta
Tentando encontrar pequenas surpresas
Que me dessem forças para ultrapassar
A dor que sentia e não sabia explicar!
Não sabia traduzir em palavras, nem em sentimentos
Ou gestos.
Encontrei escritos antigos,
Lembrei nomes e pessoas
Que nunca mais se cruzaram no meu caminho!

Ao ler o passado redescobri olhares direccionados
Ao coração , onde lendo e relendo só traduziram
Saudade e recordações de um passado de alegria
Mas também de tristeza!


Queria puder apagar o ontem…
O Ontem não deveria deixar marcas
E a noite de ontem deixou marcas
De dor e sofrimento de desilusão
E incertezas mas do ontem
Se constrói o hoje e se vive o amanhã!

Não quero mais ilusões
Nem acreditar em nada..
Quero apenas viver o hoje
E saber como apagar o Ontem?


Alguém me ensina?

pensadora
publicado por pensadora2 às 18:51
link do post | comentar | favorito
|
12 comentários:
De Anónimo a 21 de Dezembro de 2005 às 18:35
E nunca te esqueças que,
Os sonhos surgem, da mesma forma que se esvanecem...
Os objectivos da vida perdem-se com o fechar das portas...
As pessoas surgem na nossa vida e vão sem deixar rasto...

Mas, uma coisa eu te digo,

Os sonhos, se quisermos muito, realizam-se.
Os objectivos vais alcançar com o abrir de outras portas.
As pessoas, essas, guarda-las, sem mágoa no teu coração.
... e vive,... sorri e brilha.Sopro de Anjo
(http://soprodeanjo.blogs.sapo.pt)
(mailto:soprodeanjo@sapo.pt)


De Anónimo a 21 de Dezembro de 2005 às 18:33
Nada mais posso escrever porque tudo foi escrito. Quem te ensina? Fecha os olhos e olha para dentro de ti. Nada consegues vislumbrar? Pois mas se olhares bem para dentro de ti, no teu coração, verás que tu existes ainda que possas parecer sózinha. Sopro de Anjo
(http://soprodeanjo.blogs.sapo.pt)
(mailto:soprodeanjo@sapo.pt)


De Anónimo a 9 de Novembro de 2005 às 08:37
Gostei muito de ler o poema, embora denote tristeza, muita tristeza. Não sei que dizer para que possas ficar melhor, mas isto digo: há muitos mais que sofrem também e no teu caso, há que ir em frente, pois só o tempo te ajudará a superar.
FORÇA!Anabela
(http://ansico@iol.pt)
(mailto:ansico@iol.pt)


De Anónimo a 7 de Novembro de 2005 às 17:29
Olá amiga. Não busques o passado, pelo menos aquele que te causa dor. Com o tempo vamos esqueçendo as coisas, e com o tempo vamos sarando feridas. Pega no baú e despeja-o fora se conseguires. Ao fazeres isso acabam-se parte dessas recordações. Então andas-te nos copos? Fala o roto do esfarrapado. Sim pk há dias andava de rastos na mercearia do Manuel, e hoje fui pro champanhe. Desculpa o meu tom de brincadeira, mas a intenção é boa. Se consegui arrancar-te um sorrizinho pois valeu a pena. Um beijo grande e tenta ficar bem.zzeka
(http://vamps.blogs.sapo.pt)
(mailto:zzeca855@hotmail.com)


De Anónimo a 7 de Novembro de 2005 às 16:21
Nunca procures na bebida consolo para a desilução.Poderás esquecer momentaneamente mas não definitivamente. Lúcida em pleno uso das tuas faculdades ser-te-á mais fácil chegar a decisões rapidas e viáveis . Obrigada pela tua visita. Bjs docerebelde
(http://docerebelde.blogs.sapo.pt)
(mailto:docerebelde59@hotmail.com.pt)


De Anónimo a 4 de Novembro de 2005 às 10:24
N sei k escrever o teu texto tocou-me mt.
Jokas vampirescasBlack_Vampire / Deuza
(http://vamps.blogs.sapo.pt/)
(mailto:deuza@hotmail.com)


De Anónimo a 3 de Novembro de 2005 às 01:32
Vive um dia de cada vez...o Ontem transforma-se aos poucos nesses mesmos dias. Guarda do Ontem as recordações felizes e deixa esbaterem- se com o tempo as infelizes...Leonor
</a>
(mailto:leonorcalves@sapo.pt)


De Anónimo a 3 de Novembro de 2005 às 00:06
Não é fácil superar um Grande Amor. É preciso dar tempo ao tempo para que todas as chagas sejam tratadas... As feridas possam cicatrizar. Não sou Especialista do Amor, mas Sofri Bastante com Amores Dificeis e O meu Senso Comum Diz-me que posso pelo Menos Dizer-te... Força... Não desistas!.
É preciso conseguir preencher o vazio de nós e ganhar forças suficientes para conseguirmos abrir o coração de novo.
Penso que não Existem Amores insuperáveis. O que há é um grande Receio de voltar a sentir a Dôr, de voltar a ser vulnerável, Adulterado nos Nossos Sentimentos e de dar uma nova oportunidade, a alguém imperfeito como nós e que poderá voltar a machucar-nos...
Hoje sei que é muito mais fácil colocar um Amor no Ego da nossa memória, idolatrá-lo perpetuamente do que a enterrar no passado e voltar-se para o mundo de coração aberto...
Pensadora... Acho que Tens de Perder o Medo... Como?... Abrir o Coração a Alguem que Te Acarinhe e Sem preconceitos te Aceita como és...Mãe Mulher...Mãe Porque terá de Ser um Pai para os teus Filhos... Mulher Porque Terá de te Amar Profundamente...Onde Está Esse Deus?... O Maior Deus está onde a tua Fé Estará... Fé de Seres um Dia SIMPLESMENTE FELIZ.

julio
</a>
(mailto:jjbbranco@sapo.pt)


De Anónimo a 2 de Novembro de 2005 às 22:14
Bonito, lindo mesmo :-) Jinhos KidaPerfect Woman
(http://perfectwoman.blogs.sapo.pt/)
(mailto:perfect_woman63@sapo.pt)


De Anónimo a 1 de Novembro de 2005 às 21:10
tao lindo este teu poema....mas uma coisa te digo sabes? olha o ontem nao se apaga , o ontem faz parte do passado e nos temos que viver o presente guardar as coisas boas do passado...mas so as boas...as mas deitamo-las ao vento e deixamo-las irem para um lugar bem longe!
felicidades!:) visita o meu http://almamisteriosa.blogs.sapo.ptalma_de_anja
</a>
(mailto:karlikacp@hotmail.com)


Comentar post