Quarta-feira, 1 de Março de 2006

neste momento só me resta...

escrita.jpg




Neste momento só me resta
Este pc e a vontade de escrever.
As palavras não revelam tudo
Encobrem muitas vezes a verdade
Que tentamos colorir com palavras
Bonitas que rimam…

Com a escrita fazemos o que queremos
Como companheira dedicada
Expomos sentimentos
Transportamos lágrimas sorrisos
e cansaço…

Escrever é deixar soltar o que trazemos
Na alma mas
também tem o seu preço
Soltamos sentimentos
Verdades e mentiras
Ficamos um pouco frágeis
Aos olhos de quem lê
E nem sempre entende o que está
Por detrás de cada palavra exposta…


Na escrita tentamos soltar
Cada bocadinho de nós
Deveria ter mais cuidado e tentar
Cuidar um pouco mais de mim
Estar atenta a cada sinal…

A raiva pode ser contida
Mas a dor não!
Ela se instala
E acabamos por aprender
A suportá-la !
Sinto o coração bater sem ritmo
Uma vontade que a noite passe depressa
E veja o amanhecer à espreita
E ele me obrigue a reagir
Esquecer esta dor
E este cansaço que nem me
Permite escrever um poema
Alinhado, rimado e colorido…

Neste momento só me resta
Fechar esta página
Porque já nem escrever
Sou capaz…
Neste momento só me resta o cansaço
E a dor…
Vou soltá-la na noite e quem sabe
Ela se perca na escuridão
E não acorde comigo amanhã
Ou talvez ela volte
Ela gostar de ser minha companheira...

pensadora


publicado por pensadora2 às 20:14
link do post | comentar | favorito
|
33 comentários:
De Anónimo a 3 de Março de 2006 às 21:22
Olá, antes de mais agradeço a visita ao meu Universo. Pois é linda prosa que transporta ao nosso vicio, escrever, escrever aquilo que não se consegue falar. Escrever seja de que forma for, diz, sem palavras o que sentes e o que estás a transmitir. Levei o teu link por ser um blog de referência.
Um beijo Mestrinho
(http://blogalize.blogs.sapo.pt)
(mailto:ecawireless@sapo.pt)


De Anónimo a 3 de Março de 2006 às 20:24
já escolhi as cores para te guardar
branco e negro ou negro e branco
não sei ainda a ordem, nem a matéria
mas pelas minhas mãos passará a tua formaCarlos
(http://vagueando.blogs.sapo.pt/)
(mailto:c_m_a_n_u_e_l@hotmail.com)


De Anónimo a 3 de Março de 2006 às 18:54
Escreve, porque escrever alivia a alma e renova o ar que nos mantém vivos.

Bom fim de semana

:)Mónica
(http://www.blogavidasao2dias.blogspot.com)
(mailto:monicaquaresma81@hotmail.com)


De Anónimo a 3 de Março de 2006 às 16:05
As palavras.. fez-me lembrar de uma história da antiga grécia sobre o poder das palavras. Um beijinho e bom fdsAragana
(http://www.araganices.blogspot.com)
(mailto:aragana@sapo.pt)


De Anónimo a 3 de Março de 2006 às 16:05
As palavras.. fez-me lembrar de uma história da antiga grécia sobre o poder das palavras. Um beijinho e bom fdsAragana
(http://www.araganices.blogspot.com)
(mailto:aragana@sapo.pt)


De Anónimo a 3 de Março de 2006 às 16:05
As palavras.. fez-me lembrar de uma história da antiga grécia sobre o poder das palavras. Um beijinho e bom fdsAragana
(http://www.araganices.blogspot.com)
(mailto:aragana@sapo.pt)


De Anónimo a 3 de Março de 2006 às 16:05
As palavras.. fez-me lembrar de uma história da antiga grécia sobre o poder das palavras. Um beijinho e bom fdsAragana
(http://www.araganices.blogspot.com)
(mailto:aragana@sapo.pt)


De Anónimo a 3 de Março de 2006 às 16:05
As palavras.. fez-me lembrar de uma história da antiga grécia sobre o poder das palavras. Um beijinho e bom fdsAragana
(http://www.araganices.blogspot.com)
(mailto:aragana@sapo.pt)


De Anónimo a 3 de Março de 2006 às 15:34
Olá minha querida, esconder-se em palavras, rimas perfeitas ou imperfeitas não devolve a vontade de sorrir, mas eu devolvo-te um sorriso de bom fim de semana. BeijosLaços...
(http://fly4you.blogs.sapo.pt)
(mailto:arquitectura@escala-urbana.pt)


De Anónimo a 3 de Março de 2006 às 13:52
É bom reencontrar-te e ler-te, o desencontro não tem nada a ver com o desenteresse na tua amizade, mas as vicissitudes da vida é que ajudam a empurrar-nos para onde não queremos. Porque se eu professo o amor da amizade então seria só fogo de vista, mas não adorei tua visita e é tão bom reencontar alguém que se conhece (mesmo só por intermédio da escrita).
Gostei muito do teu poema, mas leio nele um certo desencanto, mas minha amiga, sorri e luta para que em cada novo dia te fortaleças e que o teu coração se sinta realizado só porque está vivo. Depois nós também temos que contrariar o nosso destino, mas para isso temos que ser fortes para o poder enfrentar. Força amiga, levanta esse teu olhar, respira bem fundo e caminhar em frente.
Bom fim de semana.
Bjnhs do ZezinhoMotazezinhomota
(http://zezinhoeseuspoemas.blogs.sapo.pt)
(mailto:zezinhomota@sapo.pt)


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. na falta de inspiração...

. acordes da vida...

. adversidades da vida...

. neste momento só me resta...

. tentarei pensar...

. disfarce autorizado...

. um mimo do meu marinheiro...

. a ausência...

. o silêncio...

. resistir ao inverno...

.arquivos

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds