Quinta-feira, 13 de Outubro de 2005

estou cá hoje...

mar de sonhos.jpg



Amigos tal como disse afastei-me durante alguns dias e talvez não volte com a mesma periodicidade de outros tempos . Mas hoje estou cá para falar um pouco mais abertamente de mim e das razões que me levaram afastar.
Desde já quero agradecer a todos que responderam dando palavras de conforto e carinho!
Eu sei que todos nós temos uma história de vida, uns uma história mais calma serena talvez saídas das páginas de um livro de fadas, outros mais parecidas com histórias de, dor e tristeza. Só que há momentos na vida em que as páginas dos livros se misturam e saltam de uma para a outra. Às vezes quase sem percebermos como tudo aconteceu!
Eu neste momento e em muitos momentos da minha vida não consegui perceber bem que história de vida era a minha, mas sempre fui vencendo as dificuldades e sorrindo nas alegrias. Às vezes por coisas tão simples, como receber um email, um telefonema, de alguém que eu considerada desaparecido e ausente, um comentário ao meu blog. Mas que ajudaram a caminhar.
Então é assim meus amigos, a vida agora resolveu arranjar-me uma doença crónica que não mata mas dói e limita alguns dos meus movimentos e com a qual tenho de aprender a viver. Confesso que já vivi muitas dores psicológicas, percas , pressões, desilusões... agora tenho de aprender a viver com as dores físicas. Foi me diagnosticada uma doença com um nome pomposo e até que ficou na moda porque algumas figuras públicas a têm, mas eu confesso que nem gosto muito de certas modas ( rs) mas esta não a escolhi em nenhuma prateleira de uma loja da moda ela escolheu-me e veio ao meu encontro. Foi se instalando devagarinho, dando sinais que poderiam ser mil e uma coisas e eu fui fazendo exames e correndo médicos, até que não sabendo mais onde ir comecei a desconfiar , a pesquisar e fui orientada para um Reumatologista, Que depois de me examinar e ouvir as minhas queixas deu o veredicto final . Fibromialgia ( o nome até é pomposo) até agora calei mas minhas dúvidas até porque não gosto de comentar a minha vida porque acho ninguém me vai resolver os meus problemas e toda agente tem opiniões e soluções. Só que achei que vos devia esta explicação !
Quero aprender a viver com estas dores e tentá-las vencer.
Por isso meus amigos me senti perdida e precisei de me afastar até ter certezas mas elas chegaram e não tenho mais que esconder!
Agora sinto-me triste e algo perdida mas com o tempo voltarei a ser a pessoa alegre e lutadora que sempre fui!
È uma questão de aprendizagem….afinal a vida é uma aprendizagem constante e esta é mais uma.
Espero voltar brevemente aos meus textos de antigamente, mas hoje confesso que ainda não tenho inspiração nem vontade ou forças!

pensadora
publicado por pensadora2 às 20:33
link do post | comentar | favorito
|
8 comentários:
De Anónimo a 17 de Outubro de 2005 às 11:35
Pensadora lamento o k te aconteceu mas como tu dizes vais ter k aprender a viver com essas dores k acredito k serão mtas.
Pela parte k me toka podes contar cmg para te apoiar no k for preciso e tem coragem n desistas de lutar, pk parar é morrer.
Um beijo carinhoso para tiBlack_Vampire
(http://vamps.blogs.sapo.pt/)
(mailto:deuza@hotmail.com)


De Anónimo a 15 de Outubro de 2005 às 16:12
Nestes momentos só saiem "coisas" de circunstancia, mas
Você
Quando você descobrir o meu mistério,
Ao passo da lógica,
Saberá que não há segredos
Como a mágica,
Mas há o meu coração
Pulsante por você,
Trabalhando do meu jeito
E sem deixar transparecer,
Transparecendo apenas o mínimo
Que é para não deixar acontecer
O que já acontece comigo,

Morrendo por saber
Do que é feito o meu coração :
"- De mundo ou de você?!"
Carlos
(http://vagueando.blogs.sapo.pt/)
(mailto:c_m_a_n_u_e_l@hotmail.com)


De Anónimo a 15 de Outubro de 2005 às 16:04
Pensadora.. pela primeira vez estou no teu blog e revelas algo em ti que te faz sofrer fisicamente. Mas digo-te que tenho amigos que estão muito piores.. alguns são uns sobreviventes pois tiveram na sua vida de sofrimento a coragem uma luta de Vencedores embora desigual... simplesmente porque querem uma coisa tão simples: Viver apenas!
Não vale a pena o isolamento, o afastamento, o tempo não parará e só ganhas se te libertares como tu sabes: Escrevendo, declarando e não esquecendo... do Amor. Só revelando as tuas emoções te sentirás mais liberta das tuas dores.
Julio
</a>
(mailto:jjbbranco@sapo.pt)


De Anónimo a 15 de Outubro de 2005 às 02:09
Olá!
Obrigado pela explicação!
Eu imagino como te sentes, imagino...digo eu e muito bem! Porque saber não sei! Só quando estamos nelas é que sabemos.
Quando estamos doentes, mudamos completamente. Aborrecemo-nos de tudo e mais alguma coisa.
Creio que com o tempo te vais habituar e esse problema e nessa altura a tua vida vai voltar "ao normal"!
Do fundo do coração, espero que recuperes o mais depressa possível. Boas melhoras!
Beijinhos.
P.S - Obrigado pelo comentário!Hélder
(http://personalbook.blogs.sapo.pt)
(mailto:helder_durao@hotmail.com)


De Anónimo a 14 de Outubro de 2005 às 22:19
Pensadora, é com tristeza que recebemos a notícia da doença que te apoquenta e desde já os desejos sinceros de uma boa recuperação. Concerteza terás a força e determinação suficientes para ultrapassar estes maus momentos. Foi bom voltar a ler as tuas palavras e acredito que vais voltar a deliciar-nos com os teus pensamentos. Beijos.segundavida
(http://segundavida.blogs.sapo.pt/)
(mailto:melo887@sapo.pt)


De Anónimo a 14 de Outubro de 2005 às 21:51
Olá,fiquei contente por saber o que realmente se passa contigo.Não desesperes.Duas vezes por semana,eu lido con doentes com essa "doença da moda".Secretario um serviço no hospital onde é feita a Consulta e Terapia da Dor Crónica.Se puderes procurar aí na tua zona onde haja essa consulta,acredita que te vai ajudar e muito.Se não conseguires,diz-me alguma coisa.Tens aí o meu mail. Eu ajudo-te aqui em Caldas. Acredita amiga, que há medicação que te vai ajudar,que te vai aliviar a dor.depois diz qualquer coisa.Essa doença é ingrata.Olhamos para o doente e dizemos "não tem nada", o problema está naquela cabeça.Mas eu sei que não é assim.
Se precisares de mim.
Beijinhos e vai dando notíciaskaldinhas
(http://kaldinhas1.blogs.sapo.pt/)
(mailto:kaldinhas@sapo.pt)


De Anónimo a 13 de Outubro de 2005 às 22:36
Kida, estava ansiosa por saber noticias tuas, digo-te que por va´rias vezes senti vontade de te enviar um mail perguntando como te sentias, mas se queres saber a verdade nua e crua, tive medo, tive medo que a resposta a esse mail me desse a verdade de uma outra doença que e (agora egoismo meu) por certo me iria fazer sentir muito triste... É claro que estou aqui e tu aí e eu daqui nada poderei fazer para te ajudar... Se fossemos vizinhas ainda te dava uma roupinha a ferro e coisas assim (estou a ajabardar para não deixar a coisa mais pesada do que ela é ;-)) mas falando a sério, não te isoles, tenta aparecer, dar um hello, aqui á malta porque, quer tu queiras quer não fazes parte da minha vida.. Virtual mas é a minha vida... Relativamente á tua doença, já procuraste apoio a nível das medicinas alternativas?


Bom vou deixar-te por hoje, fiquei contente por teres retornado... Beijos e as tuas melhores... Jinhos para os teus marinheiros, sim? ;-) Perfect Woman
(http://perfectwoman.blogs.sapo.pt/)
(mailto:perfect_woman63@sapo.pt)


De Anónimo a 13 de Outubro de 2005 às 21:22
O teu regresso coincide com a minha chegada aki ao teu cantinho. É como dizes! Vais ter que aprender a lidar com isso, e com as dores daí advindas. Sei exactamente o que é isso pk também eu tenho uma coisa chamada espondilite anquinlosante,(acho que escrevi bem)que tambem às vezes doi muito. Também não mata, e acredita que acabas, como eu, sabendo lidar com isso. Desejo-te melhoras e forças. Um beijo.zzeka
(http://vamps.blogs.sapo.pt)
(mailto:zzeca855@hotmail.com)


Comentar post