Segunda-feira, 12 de Setembro de 2005

o que fiz eu?...

abraco.jpg




O que fiz de mim?
Abri mão de uma vida segura
Fiz-me peregrina em busca
da ilusão,
no sonho da paixão tentei achar protecção!

Procurei ter o direito de me encontrar,
envolvendo-me na realização
de tantos sonhos...
de tantos projectos
de tanto tempo perdido!

Achei-te ao tentar encontrar
o caminho perdido
e com emoção aceitei tua mão estendida!

Teu olhar tocou o mais íntimo reduto onde busquei refúgio.
Julguei que existia sentimento...
Acreditei na imagem de um futuro a dois!

Mal podia imaginar que doloroso
poderia ser o distanciamento
que impusemos sem querer ...
por infinitos desencantos,
perdas que machucaram
e transformaram meu coração
numa ferida em chaga!

Parto outra vez, busco por
ermas paragens
o amor que criei em lúcidas imagens
e que em vão imaginei
encontrar nos teus braços...

Só que o sonho termina
e se dissolve
num simpes...
Adeus!
publicado por pensadora2 às 20:01
link do post | comentar | favorito
|
13 comentários:
De Anónimo a 18 de Setembro de 2005 às 00:09
Por vezes a vida também é assim!Mas, depois de algum sofrimento, tiveste força suficiente para ultrapassar aquela situação, e a vida continua.....Bom fim de semana.segundavida
(http://segundavida.blogs.sapo.pt/)
(mailto:melo887@sapo.pt)


De Anónimo a 17 de Setembro de 2005 às 00:24
Voltei para ver se tinhas novidades e ao comentário que já tinha deixado, acrescento que pelo menos tentaste, agora é uma questão de te ergueres e continuares... Força!
Beijos e bom fim de semana*meialua
(http://fragmentosdalua.blogdrive.com)
(mailto:luamagica@hotmail.com)


De Anónimo a 16 de Setembro de 2005 às 18:49
olha se fizeste isso tudo que dizes no poema, parabéns, és o que eu chamo, uma mulher com tomates...eh eh eh psssst (sem ofensa)Infiel
(http://www.vidasduplas.blogspot.com)
(mailto:liberdade6@sapo.pt)


De Anónimo a 15 de Setembro de 2005 às 02:00
Olá amiga. Mais um texto cheio de sentimento, de um amor teu que te fez pecorrer um caminho até o adeus final. Fecha essa porta, tranca-a à chave e deita-a ao mar. Agora estás triste mas espera que outras portas se abrirão e o teu coração vai de certeza voltar a bater com aquele som gostoso e quente´. A vida começou de novo. Um beijo grande.zzeka
(http://vamps.blogs.sapo.pt)
(mailto:zzeca855@hotmail.com)


De Anónimo a 14 de Setembro de 2005 às 20:16
Uma estrada começa onde outra acaba...Distante
(http://distante.blogs.sapo.pt)
(mailto:distante@megamail.pt)


De Anónimo a 14 de Setembro de 2005 às 17:22
Se é o sonho que nos guia, a nossa vida nunca será pobre, porque haverá sempre um pretexto, para ir mais longe...
Podemos nos desiludir, podemos caír, mas temos sempre que continuar, que sonhar...
Beijos*meialua
(http://fragmentosdalua.blogdrive.com)
(mailto:luamagica@hotmail.com)


De Anónimo a 13 de Setembro de 2005 às 15:20
Somos uns eternos insatisfeitos. Procuramos tudo e acabamos por deitar fora as coisas que já temos. Porquê essa vontade constante de querer sempre mais?

Gostei do poema. Beijos *Cakau
(http://umparaisonoinferno.blogspot.com)
(mailto:lauracatarina@hotmail.com)


De Anónimo a 13 de Setembro de 2005 às 14:40
Sempre tive este pensamento na minha mente, de onde ele veio desconheço, "o sonho comanda a vida" eu direi, que coitado daquele, ou daquela que não sonha, porque a sua vida já não lhes cabe o sonho, o que é mau.
Obrigado por este lindo poema, está muito bem concebido, gostei deveras. boa semana, fica bem e sê feliz. zezinhozezinho
(http://zezinhoeseuspoemas.blogs.sapo.pt)
(mailto:zezinhomota@sapo.pt)


De Anónimo a 13 de Setembro de 2005 às 13:19
Quero dar-te de novo os parabéns pea forma como escreves... Acho que só escreve assim quem sente... Adorava ver-te a escrever palavras de cor! E felizes. BeijosPerfect Woman
(http://perfectwoman.blogs.sapo.pt/)
(mailto:perfect_woman63@sapo.pt)


De Anónimo a 13 de Setembro de 2005 às 12:44
Olá!
Bonito poema!
Por vezes, pensamos que estamos a viver um sonho...mas, infelizmente, há sonhos que duram menos do que outros.
Beijinhos.Hélder Durão
(http://personalbook.blogs.sapo.pt)
(mailto:helder_durao@hotmail.com)


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. na falta de inspiração...

. acordes da vida...

. adversidades da vida...

. neste momento só me resta...

. tentarei pensar...

. disfarce autorizado...

. um mimo do meu marinheiro...

. a ausência...

. o silêncio...

. resistir ao inverno...

.arquivos

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds