Terça-feira, 21 de Fevereiro de 2006

um mimo do meu marinheiro....

desenho2.jpg

Não é meu hábito partilhar aqui coisas muito intimas mas há pouco o meu marinheiro mais velho fez -me um pequeno desenho a carvão que tento reproduzir aqui...e que diz:

" numa casa há 2 crianças e uma mãe que as duas crianças gostam muito da mãe e a mãe é a melhor do mundo"

Confesso que num momento em que ando algo ansiosa à espera de uns exames médicos...que podem ser tudo ou nada ...como disse o médico....
Estas palavras fizeram-me deixar cair umas lágrimas no silêncio da minha dor....

Acredita meu marinheiro nesta casa também há uma mãe que vos AMA muito e promete lutar por nunca vos deixar sós nesta casa....
Desculpem a lamechice...

um poema muito bonito que aqui deixo também que rabusquei nos meus livros:

Mãe Negra
A mãe negra embala o filho
canta a remota canção
Que os seus avós já cantavam
Eram noites sem madrugada.

Canta, canta para o céu
Tão estrelado e festivo
è para o céu que ele canta
Que o céu
às vezes também é negro.

No céu
Tão estrelado e festivo
Não há branco , não há preto,
Não há vermelho e amarelo
- Todos são anjos e santos
Guardados por mão divinas.

A mãe negra não tem casa
Nem carinho de ninguém...

A mãe negra é triste, triste,
E tem um filho nos braços...

Mas olha o céu estrelado
E de repente sorri
Parece-lhe que cada estrela
É mão acenando
Com simpatia e saudade.

( Aguinaldo Fonseca)
Cabo Verde

Sou uma mãe branca com duas crianças para embalar
às vezes também olho o céu e não vejo estrelas
Mas tenho as aqui !
Quero ver as estrelas daqui mesmo em noites escuras
embalando uma criança
em cada braço...

com uma pequena lágrima...
pensadora
publicado por pensadora2 às 21:00
link do post | comentar | favorito
|
26 comentários:
De Anónimo a 26 de Fevereiro de 2006 às 19:24
eu tb tenho em casa 2 marinheiros lindos e apesar de mta dor e saudade eles sao o meu sol nesse mundo tao escuro eu tb ja passei por momentos terriveis de doença de um dos meus marinheiros mas tudo se vence com mta força coragem e amor bjocamae
</a>
(mailto:galegoscity@hotmail.com)


De Anónimo a 24 de Fevereiro de 2006 às 19:21
Simplesmente lindo...É nas palavras inocentes de uma criança que se encontram grandes verdades! Adorei o poema....O amor é lindo tome ele a forma que tomar!Bj grande!Bom fim de semana!Gaybriel
(http://www.silenciosentido.blogs.sapo.pt)
(mailto:amor_amizade_1980@hotmail.com)


De Anónimo a 24 de Fevereiro de 2006 às 17:55
Força amiga, vais conseguir ultrapassar isso. Bom fim de semana...Beijinhos com carinhoMaria Monteiro
(http://momentosmagicos.blogs.sapo.pt)
(mailto:Mmaria_monteiro@sapo.pt)


De Anónimo a 24 de Fevereiro de 2006 às 17:40
é muito lindo tudo o que escreves...espero que esses exames não sejam nada de especial... o desenho é lindo e a música também... beijossoldeinverno
(http://cartasdeamorparati.blogspot.com)
(mailto:soldeinverno@sapo.pt)


De Anónimo a 23 de Fevereiro de 2006 às 17:25
Mesmo intimo fizeste bem em partilhar.
Lindissimo!
E um bravo ao marinheiro pelo desenho :))

Beijo grandeFlor
(http://flordojardin.blogspot.com/)
(mailto:guidapere@gmail.com)


De Anónimo a 23 de Fevereiro de 2006 às 17:11
E por uns instantes, independente da nossa idade, como nos faz falta voltar à doce infância, procurar o colo da mãe, que nos abraça e nos beija a testa e diz: tá tudo bem...tudo bem...Minha querida tudo vai correr bem, nem que seja pelas dezenas de amigos aqui torcendo por ti! A força do coração faz milagres, e corações a baterem por ti são muitos aqui! Beijo da PrincesaPrincesa
</a>
(mailto:anonyme@hotmail.com)


De Anónimo a 23 de Fevereiro de 2006 às 17:01
chora, Mãe branca, que as lágrimas aliviam a ansiedade, mas chora também, Mãe branca, porque as existem de felicidade. No céu que te olha e mima, duas estrelinhas tombaram suavemente no teu regaço...as que te olham com brilho amor. Será nada, de certeza :-))) Beijinhosferrus
(http://ferrus.blogs.sapo.pt)
(mailto:ferrus1@gmail.com)


De Anónimo a 23 de Fevereiro de 2006 às 17:00
chora, Mãe branca, que as lágrimas aliviam a ansiedade, mas chora também, Mãe branca, porque as existem de felicidade. No céu que te olha e mima, duas estrelinhas tombaram suavemente no teu regaço...as que te olham com brilho amor. Será nada, de certeza :-))) Beijinhosferrus
(http://ferrus.blogs.sapo.pt)
(mailto:ferrus1@gmail.com)


De Anónimo a 23 de Fevereiro de 2006 às 15:03
Olá, esperança e coragem, tudo vai dar certo.
Beijinhos muitos para tiIsa
(http://singular.blogs.sapo.pt)
(mailto:singularidade@sapo.pt)


De Anónimo a 23 de Fevereiro de 2006 às 06:42
Amiguinha,

Lindo e triste.
Hoje tambem não estou nos meus dias, vais ver qie melhores dias virão.
noiterstrelada
(http://)
(mailto:maoliveira50@hotmail.com)


Comentar post