Domingo, 24 de Abril de 2005

quando estiveres só...

Quando estiveres só e te sentires perdida no silêncio da noite, olha para o céu e tenta me encontrar.
Quando, ao anoitecer, as folhas começarem a dormir para respirar a noite, e com elas receber o perfume do orvalho da madrugada, se te sentires triste, pense em mim, que eu estarei contigo.
Quando a tarde estiver fria e chuvosa e o vento espalhar as folhas pelo chão e se a saudade entrar em tua alma, lembra-te de mim e a saudade desaparecerá.
Quando chegarem as manhãs de escuras e com elas a solidão, o vazio a tristeza se alguma lágrima tão pura que traz tanta ternura, vier morrer lentamente em teu rosto, não enxugue, pois ela é um pouco de Mim.
Quando estiveres triste ou deprimida, permita que Eu esteja em teus pensamentos, pois Eu quero fazer parte de todos os momentos de sua vida...


pensadora
publicado por pensadora2 às 20:30
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Domingo, 17 de Abril de 2005

a vida é uma caixinha de surpresas...

A vida é uma caixinha de surpresas; nela duas pessoas se eu encontram e eu acho que nunca é por mero acaso.
Quando alguém é colocado em nosso caminho é para que em conjunto possamos descobrir novas emoções ou, quem sabe, redescobrir algumas há muito esquecidas ou arrumadas na tal caixinha!
Como quase do nada começa existir uma energia que nos conduz à descoberta do outro, para que consigamos despertar para sentimentos como amizade, respeito, de carinho e até de amor. Um amor sólido construído pedra a pedra...
Tudo parece caminhar nesse sentido, há uma descoberta, há um encontro, há um toque um trocar de olhares....e o caminho inicia - se!
Mas como na vida nada é certo ou definitivo quando pensamos estar a começar a caminhar em conjunto, algo quase inexplicável abala toda a construção de horas, dias , meses ou até anos de afecto, de amizade e de carinho...
Quando pensávamos sair a sorrir de uma porta que se abriu, uma lágrima atrevida cai no rosto...
Só que a vida é uma caixinha de surpresas...há que acreditar que essa pessoa não entrou na nossa vida por acaso e recomeçar, tudo de novo, sem mágoas ou receios.
Voltar a acreditar que tudo é possível....construir algo sólido e resistente!
Perceber a razão de termos conhecido essa pessoa! E de termos trocado com ela afectos e carinhos e depois sem sabermos o motivo, abrimos a caixa e quase deixamos fugir tudo..
pensadora
publicado por pensadora2 às 20:03
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Quarta-feira, 13 de Abril de 2005

viver o instante presente....

depre_feminina.jpg


“A vida é aquilo que acontece enquanto fazemos planos para o futuro”
(John Lennon)

Não há passado nem futuro. O que tu fazes é sempre feito aqui e agora. O instante é o único lugar da experiência em que a vida pode ser agarrada, experimentada e sentida. O passado e o futuro são fantasmas e são tão inconsistentes como os fumos de nevoeiro. Se quisermos mudar a nossa vida temos que aprender a vivê-la instante a instante, não é fácil, todos sabemos que não!
A dificuldade é conseguirmos afastar o passado e não tentar inventar o futuro! Como se ele estivesse nas nossa mãos! A única coisa que temos entre mãos é o instante presente! Temos de aceitar o momento e saber fazer nossas escolhas reflectindo sobre elas de uma forma espontânea e não de uma forma programada. Nem sempre conseguimos agir de uma forma natural, os medos sobrevoam a nossa mente!
Para agarrarmos o instante temos de abrir o nosso coração. Deixá-lo entrar, mesmo que esse instante esteja a quilómetros de distância . O que conta é o que vai no nosso interior, o que sentimos, queremos ou desejamos e o que fazemos para chegar ao depois!
Podemos utilizar o instante como uma porta para entrarmos no tempo. Tudo é possível! Reencontrarmo-nos com o passado, viver momentos de infância, viver o primeiro dia de escola, ver o nosso boneco preferido, o primeiro beijo… não como uma divagação pouco sólida mas como se fosse agora! Neste instante voltei a ser criança, voltei àquela escola, ao primeiro dia de aulas, escondida atrás da minha mãe, meia assustada! Neste instante posso abrir todas as portas, tudo se passa no mesmo lugar, no mesmo tempo, no mesmo momento. Estamos realmente lá, e lá é aqui e agora.
Como será o amanhã? Vivo-o como se já estivesse realmente a acontecer, estou a viver o que penso fazer, embora o amanhã possa não acontecer exactamente como o estou a sentir!
Mas tudo se passa neste momento, o regresso ao passado, a viagem até ao futuro!
A forma como fizermos esta viagem pode-nos livrar de algumas nostalgias e encarar o futuro como algo real.
Quantos anos da nossa vida não perdemos com indecisões, medos ou incertezas? Não conseguimos viver o agora porque estamos presos a um passado e um futuro!
Viver o presente exige uma grande atenção às coisas simples! A um sorriso, a uma brincadeira de criança, a um livro que se lê com prazer e uma música que se ouve e que parece escrita para nós!
Se queremos não ter medo do tempo e da morte, temos que visualizar a vida como um círculo sem começo nem fim. O momento tem de ser encarado como um ponto que indica ao mesmo tempo o começo e o fim!
Queixamo-nos da incompreensão dos outros, da solidão, da falta de amor. Tudo isto nos leva a acreditar que o amanhã será melhor, mas o amanhã não será mais que um reflexo do agora , da nossa força em tornar um sonho numa realidade!
Se aprendermos a não deixar escapar o instante como um grão de areia fina entre os dedos, as respostas serão dadas momento a momento, instante a instante!
Se nos limitarmos a observar o mar e nunca mergulharmos nele, nunca saberemos como é dar um mergulho, sentir a água a escorrer-nos pelo corpo! Se não mergulharmos nesse instante em que observamos o mar, talvez o percamos de vista para sempre!
Vive cada instante como se fosse único, agarra cada momento, vive o passado neste instante e inventa o futuro! Não esperes que o amanhã aconteça por si só! Constrói-o agora! O amanhã pode não existir …a vida é agora!

pensadora
publicado por pensadora2 às 21:20
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Sábado, 9 de Abril de 2005

o sol começa a esconder-se...

cidade a noite 2.jpg
abril 09, 2005

O Sol começa a esconder-se atrás das nuvens…
Com ele vem o anoitecer, o adormecer da cidade . À noite a solidão é mais sentida! O cansaço de mais um dia em que se andou de um lado para o outro, o jantar feito à pressa .Os filhos para deitar e o silêncio que nunca mais chega! O resto do tempo passado entre o computador , televisão e alguma leitura. Sem prestar muita atenção a nada apenas esperar por um novo amanhecer.
Muitas vezes é na noite que fazemos um pouco de pausa na nossa vida, para reflectirmos sobre tudo o que fizemos e desfizemos, sobre o que não dissemos e gostávamos de ter dito!
Na pausa não há música, mas a pausa ajuda a fazer a música , tal como a pausa e o silêncio em nossas vidas ajudam a construir uma nova melodia!
Uma melodia de renovação, de aprendizagem com os erros e só desta forma construiremos um novo amanhã que por muito igual terá sempre algo de novo ou imprevisto…
Nunca há um dia igual ao outro!
No silêncio e nas pausas da nossa vida conseguimos uma paz que nos fará lamentar os erros passados mas acreditar no dia de amanhã. Procuramos no amor a solução para todos os nossos problemas, quando afinal o amor é a recompensa de termos resolvido os nossos problemas!
Se vivermos obcecados pelos nossos problemas nem reparamos naquele ser maravilhoso que temos ao nosso lado ou no nosso coração, descuidamos até esse amor e quando olhamos em nosso redor, já não temos ninguém para amar porque não nos soubemos amar em primeiro lugar… Esquecemo-nos de dizer quanto essa pessoa é importante em nossa vida, da vontade em que tivemos de trocar um carinho e não o fizemos, de como era bom o seu abraço…E às vezes por falta de tempo , disponibilidade , ou medo, deixamos partir quem amamos …
A noite está a chegar , a cidade começa adormecer e eu vou ver as estrelas , apreciar a lua ...
Amanhã é um novo dia! E eu estarei aqui para o receber com Sol ou com Nuvens, mas acima de tudo estou aqui para o viver, para aprender a crescer, para brincar como uma criança num parque infantil….e acreditar que o amanhã será sempre novo!
E amanhã será mesmo um dia novo e diferente...em que tudo pode acontecer...E um dia verá em que já não me sentirei só mesmo rodeada de gente!
Depois da noite por mais longa que seja vem sempre o dia e estarei cá para o viver e sonhar...
Então até amanhã e bons sonhos!
Pensadora

publicado por pensadora2 às 21:04
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 5 de Abril de 2005

prometi a mim mesma...

Prometi a mim mesma que a partir de hoje não lamentarei mais o dia de ontem. Ele está no passado e o passado nunca mudará. Só poderia adaptar algumas coisas se essa fosse a minha vontade!

A partir de hoje não me preocuparei mais com o amanhã. O amanhã sempre estará lá à minha espera e só eu o poderei tornar o melhor possível. Mas não posso fazer o melhor pelo amanhã sem primeiro fazer o melhor Hoje.

A partir de hoje eu me olharei no espelho e tentarei ver alguém valioso e merecedor do meu respeito e admiração. Alguém com quem gosto de passar minhas horas e a quem conseguirei conhecer melhor.
A partir de hoje eu tratarei com carinho cada dia da minha vida. Eu valorizarei esse presente e o partilharei sem egoísmo com meus semelhantes.
A partir de hoje observarei a minha caminhada e superarei desgostos se houver tropeços.

Eu enfrentarei desafios com coragem e determinação. Eu superarei barreiras que tentem impedir minha busca pelo crescimento e auto-melhoramento.
A partir de hoje eu viverei a vida um dia de cada vez e dando um passo de cada vez. O desencorajamento não terá permissão para manchar minha positiva auto-imagem, meu desejo de ser bem sucedido e minha capacidade de amar.

A partir de hoje eu terei renovada a esperança na raça humana, desprezarei o que de mal já aconteceu e passou. Eu acreditarei que há esperança de um futuro brilhante.
A partir de hoje eu abrirei minha alma e meu coração. Darei boas vindas as novas experiências e às novas pessoas que entrarem na minha vida!
Eu não pretenderei ser perfeito nem exigirei que os outros o sejam, pois a perfeição absoluta não existe neste mundo. Eu aplaudirei as tentativas de fortalecimento do lado fraco da natureza humana.

A partir de hoje eu sou o responsável pela minha felicidade e não medirei esforços para manter-me feliz. Olharei as maravilhas da Natureza, escutarei minhas canções favoritas, tomarei reconfortantes banhos e encontrarei prazer nos mais variados e simples gestos. Hoje eu sempre aprenderei algo novo, experimentarei coisas diferentes, saborearei com gosto tudo que a Vida tem para oferecer.

Eu mudarei o que quiser e puder mudar. O restante, deixarei simplesmente passar...

Eu agradecerei por tudo que tenho de melhor, por ser alguém que pode ser melhor, pois sei agora que isso é possível. A partir de hoje e para sempre.
Prometi a mim mesma!

pensadora
publicado por pensadora2 às 20:57
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. na falta de inspiração...

. acordes da vida...

. adversidades da vida...

. neste momento só me resta...

. tentarei pensar...

. disfarce autorizado...

. um mimo do meu marinheiro...

. a ausência...

. o silêncio...

. resistir ao inverno...

.arquivos

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds