Quinta-feira, 19 de Janeiro de 2006

se não houvesse amanhã....

passeio pela praia.jpg



Hoje o Sol entrava pelas vidraças da minha sala de trabalho por momentos senti vontade de pegar no casaco e sair porta fora sem dar explicações a ninguém. Agir como senão houvesse amanhã !

Sair porta fora e ir à procura de todos quanto gosto, ou gostei daqueles que ainda me vêm à lembrança, que numa dada altura da minha vida fizeram parte dela e por razões várias como a distância, perdi de vista.

A ti queria te olhar nos olhos , ouvir o teu sorriso e dizer-te que apesar de já não fazeres parte da minha vida, continuas a fazer moradia no meu coração. Queria sentar ao teu lado e falarmos até cansar do presente e do futuro e do passado apenas trocar breves palavras desbotadas nesta tela da vida!

Ouvir a nossa música e ficar em silêncio… gravar o teu sorriso , o teu jeito , o teu olhar como senão houvesse amanhã…

Queria correr pela praia , sentir a brisa fria no meu rosto, conhecer a magia do bater das ondas e procurar todas as pessoas que um dia amei, gostei ou simpatizei…
Sem pressa sentava à beira do mar e guardava para mim os belos momentos da vida…

Queria pedir desculpa a quem magoei, queria dizer a todas as pessoas que são importantes na minha vida para não se irem embora…

Queria correr livre pela areia abrir os meus braços e sentir os meus marinheiros correrem para os meus braços, cairmos na areia molhada , fazermos cócegas…atirar areia ao ar sem nos preocuparmos se sujamos os pés o carro o ou a casa…
Queria que Tu meu presente viesses ao meu encontro e brincasses connosco, enrolar-te nos meus braços e oferecer-te uma flor apanhada num qualquer jardim sem medos, nem receios ou preconceitos…

Não te deixar afastar mais de mim , segurar as tuas mãos e pedir-te para ficares ao meu lado para sempre…

Eu sei que nem sempre digo o que sinto ou que penso, mas tu já me sabes ler no olhar adivinhas-me o que me vai na alma…
E assim ficávamos os quatro de mão dada, sem pressas , a olhar o mar e a brincar na areia…

Mas sabes depois deste momento de sonho alguém me chamou e percebi que afinal há amanhã …mas que ele pode ser o mensageiro da luz , por isso neste breves momentos de sonho acordada caminhei em tua direcção…

Afinal há amanhã e não tive coragem para abandonar o trabalho, não tive ousadia para fingir que não haveria amanhã…

Olhei para a janela e voltei ao trabalho…e deixei o sonho a criar raízes dentro de mim…

Mas quero que saibas que haja ou não amanhã ter te conhecido é algo que me dá força, para continuar a viver um dia de cada vez…
E sonhar acordada…

pensadora
publicado por pensadora2 às 22:17
link do post | comentar | favorito
|
14 comentários:
De Anónimo a 25 de Janeiro de 2006 às 10:00
Dias são dias, e noites
São noites e não dormi...
Os dias a não te ver
As noites pensando em ti.

Tenho vontade de ver-te
Mas não sei como acertar.
Passeias onde não ando,
Andas sem eu te encontrar.


Carlos
(http://vagueando.blogs.sapo.pt/)
(mailto:c_m_a_n_u_e_l@hotmail.com)


De Anónimo a 23 de Janeiro de 2006 às 09:37
Se és uma MULHER que aspira encontrar um HOMEM MADURO



Faço-te um repto, um convite, para que me digas:



O QUE É PARA TI UM HOMEM MADURO?
Carlos
(http://vagueando.blogs.sapo.pt/)
(mailto:c_m_a_n_u_e_l@hotmail.com)


De Anónimo a 21 de Janeiro de 2006 às 21:14
este blog é um verdadeiro lixo!!! nunca vi tanta merda num único endereço da internet!!!! puta que o pariu! você devia pelo menos consultar uma gramática! kkkkkkkkkkk...caturra
(http://caturradanet.blogspot.com)
(mailto:caturradanet.email@blog.spot.com)


De Anónimo a 21 de Janeiro de 2006 às 14:44
Deveríamos viver a vida como se não houvesse amanhã. Não digo emt todas as coisas, mas principlamente na nossa relação com os outros. Gostei do texto muito bonito. Um beijo na alma.Maggie
(http://undressmysoul.blogs.sapo.pt)
(mailto:undressed@sapo.pt)


De Anónimo a 21 de Janeiro de 2006 às 01:55
Gostei do teu blog. serei visita regular...Luís
(http://rotacaodostempos.blogs.sapo.pt)
(mailto:L_NatalMarques@netcabo.pt)


De Anónimo a 20 de Janeiro de 2006 às 20:56
de facto às vezes queremos fazer muitas coisas, mas não passam do querer e aundo não fazemos, surgem os sonhos mesmo acordados :). 1001 bujitos*Slayra
(http://pensamentosembranco.blogs.sapo.pt)
(mailto:anakatcc@hotmail.com)


De Anónimo a 20 de Janeiro de 2006 às 19:46
Amiga..Se não houvesse Amanhã...o hoje seria vivido como se fosse o ultimo dos dias...intensamente...extasiadamente. Mas o que seria da esperança sem o "amanhã", para continuar a acreditar na felicidade. Beijos de um "hoje" bem sentido.julio
</a>
(mailto:jjbbranco@sapo.pt)


De Anónimo a 20 de Janeiro de 2006 às 19:10
mesmo que aja o dia de amanha é sempre importante dizer-s a kem s ama k os amamos!nao sabemos o dia de amanha!
beijinho!Andreia
(http://www.andreiacatlicious.blogspot.com)
(mailto:catlicious_21@hotmail.com)


De Anónimo a 20 de Janeiro de 2006 às 13:42
Pois...há o amanhã, mas não fazia mal nenhum se de repente, por uma vez que fosse, esquecessemos que há , e déssemos largoas á nossa vontade...
Deixo-te um abraçorosa maria
(http://aflordapele455.blogspot.com)
(mailto:rosamaria455@hotmail.com)


De Anónimo a 20 de Janeiro de 2006 às 10:32
Devemos viver a vida como se não houvesse amanhã, pelo menos dentro de nós, pelo menos no nosso mundo de sonhos, onde só o Amor é real. Encantamentos milMagia
(http://outrapartedemim.blogs.sapo.pt)
(mailto:perlimpimpins@sapo.pt)


Comentar post