Quinta-feira, 15 de Dezembro de 2005

percorrendo os caminhos da vida...

percorrendo o caminho da vida.jpg

Ao percorrermos os caminhos da vida várias pessoas se vão cruzando na nossa vida e estranhos sentimentos unem as pessoas. Sentimentos como o amor, amizade e simpatia sempre na esperança que cada um deles nos traga um pouco de alegria e felicidade a uam vida por vezes cinzenta ou desiludida.

Mas neste nosso caminho há sempre alguém que quase nascendo do nada chama a nossa atenção , toca o nosso coração e vamos lá saber porquê...Porquê esta pessoa e não outra?
Na verdade , não sabemos, muitas vezes mal conhecemos aquela pessoa que não nos sai do pensamento, vamos descobrindo afinidades diferentes de outras amizades.

Sentimos que um envolvimento pode acontecer e durante algum tempo vamos fingindo que nada existe, porque temos medos, receios que uma vez mais toda aquele sentimento toda aquela emoção nos traga sofrimento...
Mas toda a emoção sentida, melhora a nossa vida, porque viver o amor a amizade, um relacionamento, um carinho, faz o nosso coração bater mais depressa dando outro sabor à vida, outros sonhos e fantasias...
Dia a dia vamos percorrendo os caminhos da vida, umas vezes de uma forma mais solitária outras vezes com o coração aos pulos e alegria estampada no nosso rosto porque um sentimento diferente dos outros nos faz acreditar que a vida não é um vazio...apenas tem momentos mais tristes, que podemos altarar a quaqluer momento deixando entrar no nosso coração um sentimento chamado amor...

pensadora






publicado por pensadora2 às 21:02
link do post | comentar | favorito
|
8 comentários:
De Anónimo a 21 de Dezembro de 2005 às 17:47
O amor é timido e reservado e consegue disfarçar-se de várias formas. Durante esse tempo de disfarce ele ganha a coragem e a certeza de enfrentar-se quando nos realizamos que amamos alguém, embora muitas vezes não se assuma a si mesmo.

É estranho esse sentimento que nos aperta o peito na saudade do sorriso de alguém, na voz, no olhar... ainda que à distancia sem um cruzar de olhar ou até na ausência das palavras.

O Amor o que é? Muitos poetas têm tentado definir essa simples palavra mas, fora a ilusão do disfarce, a pura verdade do Amor, julgo poder afirmar, é algo que nunca poderá ser definido pelas palavras dos mortais.

Porque não é algo que possa ser transposto para o papel, ainda que seja reconhecido como manifestações de amor em obras de grandes poetas de outros tempos.
O Amor é um sentimento que sentimos por nós, por alguém, que nos faz melhores pessoas interiormente. É a capacidade de dar a vida pela verdade do que se sente por alguém. O Amor é algo puro que vive dentro da alma. Que vive em ti.Sopro de Anjo
(http://soprodeanjo.blogs.sapo.pt)
(mailto:soprodeanjo@msn.com)


De Anónimo a 19 de Dezembro de 2005 às 10:25
Que este Natal te traga sonhos embrulhados em realidade,
que a felicidade brilhe no teu olhar e que a MAGIA do Natal te envolva em doces
momentos! Feliz Natal e beijos com carinho*
meialua
(http://fragmentosdalua.blogdrive.com)
(mailto:luamagica@hotmail.com)


De Anónimo a 18 de Dezembro de 2005 às 00:21
Olá Pensadora!
Andei desaparecido, mas já voltei à base! LOL
As últimas semanas antes das férias ocuparam bastante do meu tempo livre e optei por reservar os primeiros dias de férias para pôr as leituras e os comentários em dia!
A cada dia que passa, fico fascinado com o que aqui leio!
Parabéns pela forma como escreves, expressas o que te vai na alma e envolves os leitores.
Bom domingo!
Beijocas.Hélder
(http://personalbook.blogs.sapo.pt)
(mailto:helder_durao@hotmail.com)


De Anónimo a 17 de Dezembro de 2005 às 16:03
Pensadora que lindo texto sobre o que não tem explicação racinal mas sim sentimental! BeijoMaria Papoila
(http://apapoila.blogs.sapo.pt)
(mailto:msantosilva@sapo.pt)


De Anónimo a 17 de Dezembro de 2005 às 15:20
Percorrendo esses caminhos... da vida...por vezes deliciosos..outras vezes tortuosos...até de desilusão...do conhecimento de pessoas e do encontro do inesperado...ás vezes são autovias onde nos espalha-mos como crianças...ás vezes faltam-nos o combustível para continuar e outras vezes perdemo-nos e lá aparece aquele sinal que nos encaminha ...o sinal do amor. Amiga..estou a pensar que encontrás-te algo que faz brilhar os teus olhos. um beijo e bom caminho de regresso!julio
</a>
(mailto:jjbbranco@sapo.pt)


De Anónimo a 17 de Dezembro de 2005 às 10:15
O AMOR faz-me sentir viva, apesra deser um estranho sentimento que nos pode fazer muito felizes e muito infelizes-- o tal "contentamento descontente" de que já falava o nosso Luiz Vaz de Camões. Mas VIVE eu também não desisto de quem AMO. Não consigo.BeijoLeonor
</a>
(mailto:leonorcalves@sapo.pt)


De Anónimo a 16 de Dezembro de 2005 às 21:20
Humm!!! Será? Será que estamos de novo encantados? Fico muito feliz por esse novo sentimento teu que começa agora a nascer. É por essas coisas que vale a pena estar vivo. Um beijo grande e continuações de Boas Festas.zzeca
(http://omeusom.blogs.sapo.pt)
(mailto:zzeca855@hotmail.com)


De Anónimo a 15 de Dezembro de 2005 às 23:33
A vida não é concerteza um vazio, basta-nos apenas ter coragem de a modificar quando esta parece um tunel sem fim nem luz. Bjinhos.Ritisabel
(http://pegadasnaareia.blogs.sapo.pt)
(mailto:ritalexandre@hotmail.com)


Comentar post