Domingo, 4 de Dezembro de 2005

na ausência do teu amor..

ela2.jpg


Hoje foi dificil ver-te partir, ficar com a tua ausência, e sem a tua presença deixo o vento beijar-me, a chuva molhar-me , na impossiblidade de sentir o teu abraço, de ouvir as tuas palavras de carinho, afecto e amizade!
Entrego-me ao céu estrelado tento adivinhar o que ele me diz, onde estás, que fazes, se pensas em mim, se ainda me queres, apesar dos meus medos e desvaneios...
Na tua ausência tento procurar novos amigos, reais ou inventados para não me deixar entregar tanto ao teu amor, porque tenho medo de não o conseguir viver. Queria ser forte enfrentar tempestades, ventos e marés e gritar bem alto para que não houvesse mais dúvidas que te quero muito e que sofro muito com a ausência do amor...
Amor que tentas me dar em cada gesto, palavra, sorriso e mesmo na distâncias tentas disfarçá-la com manifestações de afecto que chegam através de mim do vento que me envolve do frio que sinto!
Queria ter forças para acreditar que um dia este amor vai vencer e eu vou enfrentar o mundo...mas sabes que não tenho coragem!
Tenho tantos medos e receios que te fazem sentir menos amado ou desejado, mas acredita que por mim nunca haveria ausências ou distâncias...
Sabes que não quero magoar o mundo e acabo por me magoar e magoar-te a ti...e viver na escuridão do sonho e da realidade...
Apenas quero que saibas que sofro muito com a tua ausência é sempre muito dificil ver-te partir porque nunca sei ao certo quando regressarás ou se um dia te vais cansar dos meus medos, dúvidas ou de viver nas incertezas das minhas dúvidas...
Acredita que sofro muito na tua ausência ...o coração está apertado e queria gritar bem alto o teu nome...mas não posso!
Na ausência do amor deixo-me envolver pelas noites frias e recordo cada momento cada pedacinho de ti...de nós e faço planos que não sei se um dia iremos realizar....

Com tristeza da tua ausência....
pensadora
publicado por pensadora2 às 20:28
link do post | comentar | favorito
|
5 comentários:
De Anónimo a 6 de Dezembro de 2005 às 22:17
Nada é insolúvel e temos tendência a complicar tudo quando pensamos em demasia. Um beijo grande *Cakau
(http://umparaisonoinferno.blogspot.com)
(mailto:lauracatarina@hotmail.com)


De Anónimo a 6 de Dezembro de 2005 às 02:06
Desculpa a minha ausencia prolongada. Simplesmente não tem sido possivel. Coisas da vida sabes? Li com muita atenção o que escreves-te, carregado de tanto sentimento, e de medos. Quero se me permites dizer o seguinte:- Pára!!! Para com isso por favor. Não tenhas medo. Se és livre, corre atrás desse amor, e deixa as incertezas para trás. Se vai valer a pena? Não sei, mas tambem tu não o saberás se não o tentares. Vai lá corre que a vida não está de maneira a dispensar uma paixão. Um beijo muito grande.
zzeka
(http://vamps.blogs.sapo.pt)
(mailto:zzeca855@hotmail.com)


De Anónimo a 5 de Dezembro de 2005 às 20:46
pensadora...de facto um texto de grande sensibilidade. o Amor é muito Importante...pois Faz-nos Rejuvenescer...sempre Esperei por ele e ainda Espero mas não Desespero. Amiga...sempre Acreditei que um dia Setei Feliz apesar dos desgostos!
Princesa...Espero que Nesta època de Verdades alguem te Traga um Presente com um Coração aberto e Real para o teu sapatinho de Cristal. Beijosjulio
</a>
(mailto:jjbbranco@sapo.pt)


De Anónimo a 4 de Dezembro de 2005 às 22:16
Olá Pensadora, gostei bastante do texto, mas queres um conselho? Vive mais e pensa menos! Vive intensamente o teu dia a dia sem pensar! Ele volta e quanto mais te entregares aos teus afezeres mais depressa volta! BeijoMaria Papoila
(http://apapoila.blogs.sapo.pt)
(mailto:msantosilva@sapo.pt)


De Anónimo a 4 de Dezembro de 2005 às 21:11
Acredita que se o amor for verdadeiro vence todas as barreiras e leva-te à conquista de todos os teus sohos.
Olá Pensadora, como vais? andas melhor?
Beijocas grandeskaldinhas
(http://kaldinhas1.blogs.sapo.pt/)
(mailto:kaldinhas@sapo.pt)


Comentar post