Sábado, 29 de Outubro de 2005

sete anos passaram...

mae.jpg



Sete anos passaram desde o dia que te vi pela primeira vez…sofreste muito tu e eu! Nasceste com marcas dos ferros, mas mesmo assim não quiseste vir para este mundo dessa forma natural ,depois de muitas horas de luta lá resolveram que tinham de tirar de dentro mim de outra forma e assim foi. Estava exausta e cansada mas vi-te tão pequenino e indefeso e apesar de estar dolorida tive de ir buscar forças para tratar de ti.
Ainda me lembro das noites mal dormidas, das corridas para o hospital contigo com falta de ar...ainda me lembro do primeiro banho, do primeiro biberão..e hoje já és um homenzinho…. Sinto que cada vez estás mais livre! Mais independente!
Mas hoje ao ver o teu sorriso, a tua alegria sempre que chegava um amiguinho teu com um presente…há mais de um mês que não falavas em mais nada senão nos teus anos…apenas a chuva que não foi convidada apareceu! Isso entristeceu-te um pouco! Mas ainda te deu uns minutos para chutarem à bola como louco contra uma baliza seis ou sete bolas pelo ar , todos ao mesmo tempo, que alegria que euforia! Mas há medida que vais crescendo vais perceber que há coisas que te vão entristecer mais que a chuva no dia dos teus anos.
Eu vou tentando sempre amenizar as tuas dores, tristezas e tentando que as tuas quedas, nem sempre consigo que não caias mas tento que a queda seja menos dolorosa!
Sei que hoje meu marinheiro tiveste um dia feliz e claro o teu irmão também vibrou com tantos meninos…
Eu sinto-me cansada , mas feliz por te ver feliz, aliás que importância tem a casa desarrumada , ou tudo fora do sitio? O que importa foi ver a tua alegria, felicidade e sentir o quanto era importante para ti este dia.
Um dia que eu recordo como um dos dias mais bonitos, fortes e intensos na minha vida, o meu marinheiro veio ao mundo depois de algumas dificuldades!
Enquanto puder meu marinheiro( os) terão sempre festas de aniversário felizes com muitos amigos. Tentarei sempre ensinarmos a importância da palavra amizade e tentarei sempre que caminhem nos corredores da verdade do amor , da sinceridade para que possam fazer o vosso caminho com alegria caminhando pelos vossos pés e eu sempre atenta a cada passo mesmo que de uma forma disfarçada!
Os meu marinheiros já descansam cansados mas felizes! E eu irei também repousar no quarto ao lado feliz por vos ter ao meu lado e mesmo sozinhos termos conseguido sermos felizes e estarmos sempre juntos!
Ser vossa mãe é a minha maior felicidade! Obrigada por existirem me amarem e estarem sempre ao meu lado!

pensadora
publicado por pensadora2 às 23:03
link | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. na falta de inspiração...

. acordes da vida...

. adversidades da vida...

. neste momento só me resta...

. tentarei pensar...

. disfarce autorizado...

. um mimo do meu marinheiro...

. a ausência...

. o silêncio...

. resistir ao inverno...

.arquivos

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds